Outubro Rosa: Fleury lança sutiã para conscientizar adolescentes sobre a importância dos cuidados com a saúde

Câncer de Mama


O câncer de mama é o tipo que possui maior incidência e maior mortalidade na população feminina. Estimativas do Inca (Instituto Nacional do Câncer) prevêem de até o final deste ano 58 mil novos casos serão diagnosticados no Brasil. É um tipo de câncer considerado multifatorial, sendo que tanto questões hormonais e genéticas quanto de comportamento e de estilo de vida estão entre os fatores de risco. 
A médica Giselle Mello, do Fleury Medicina e Saúde e da Universidade Federal de São Paulo, explicou – durante o evento de lançamento da campanha Temporada da Mulher, do Fleury Medicina e Saúde, na manhã desta terça (18) – que não é possível evitar totalmente o surgimento do câncer de mama. Segundo a médica, existem algumas atitudes que podem diminuir o risco de desenvolvimento da doença: comer pouco e bem, praticar atividade física, levar uma vida menos estressante e evitar uso de hormônios sem indicação. Além disso, pelo fato de que não ter filhos, ou tê-los após os 30 anos de idade, contribui para aumento do risco do câncer de mama, uma forma de diminuir o risco de desenvolvimento da doença seria ter muitos filhos. 
Como nem todas essas alterações no estilo de vida são possíveis, nem solução para eliminar completamente as chances de desenvolvimento da doença, uma forma eficaz de combater o câncer é o diagnóstico precoce. O tamanho do tumor no momento do diagnóstico é fator determinante na indicação de um tratamento mais conservador  e, por isso, menos invasivo. Apesar da grande importância do diagnóstico precoce, dados disponíveis de registros hospitalares apontam que, em média, 60% dos tumores de mama são diagnosticados tardiamente
O principal método diagnóstico do câncer de mama em estágio inicial é a mamografia, capaz de detectar alterações na mama ainda não palpáveis, a partir de 5 milímetros. Apesar de não poder ser substituída pelo autoexame, ele continua sendo importante para a descoberta da doença precocemente, uma vez que, ao perceber alguma alteração nas mamas, é mais provável que a mulher seja capaz de identificar alterações na mama e, então, procurar um médico para o diagnóstico. 

Sutiã Rosa

Pensando na importância desse autoconhecimento, o Fleury Medicina e Saúde lançou, nesta terça (18), a campanha Temporada da Mulher. Um símbolo dessa campanha é o Sutiã Rosa, desenvolvido exclusivamente por eles. Voltado para jovens entre 16 e 25 anos, sua estampa demonstra as áreas das mamas que as mulheres devem apalpar durante o autoexame. O objetivo é conscientizar as jovens sobre o cuidado com a própria saúde – e também com a de suas mães, tias e avós – , influenciando-as a se cuidarem melhor.
O produto estará disponível para o público em geral a partir de 2017 e os recursos obtidos com sua venda serão revertidos para ONGs escolhidas com o apoio da Onu Mulheres – entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres.