COLOQUE UM CUBO DE GELO NESTE PONTO ENTRE A CABEÇA E O PESCOÇO E ISTO VAI ACONTECER!

O tratamento que vamos ensinar neste post é a prova de como o corpo humano é surpreendente.
É uma técnica muito simples baseada na acupuntura.
Quem já fez esse tratamento o elogia bastante.
 
E qual é a lógica dele?
Os chineses entendem que no nosso corpo existem diversos pontos de energia.
 
Esses pontos estariam relacionados ao funcionamento de órgãos e ao equilíbrio energético de todo o organismo.
 
O ponto feng fu seria um desses pontos e estaria localizado na parte de trás do pescoço, próximo à nuca.
 
Para os chineses, o feng fu é um local de alta concentração energética.
 
E, ao ser estimulado, ele é capaz de rejuvenescer e restaurar as energias do corpo.
 
A execução dessa técnica é muito simples.
 
Veja como praticá-la:
 
- Escolha uma posição confortável, pode ser sentado ou de barriga para baixo.
 
- Aplique um cubo de gelo no ponto feng fu (ver imagem) durante 20 minutos.
 
- Se lhe for mais conveniente, pode usar um pano ou um saquinho de plástico para envolver o cubo de gelo.
 
- Ao fim dos primeiros 30 segundos de estímulo do feng fu com gelo, você começará a sentir um leve calor no ponto.
 
- Faça a aplicação um dia sim, um dia não e duas vezes por dia: a primeira em jejum, logo ao acordar, e a segunda à noite, antes de ir dormir.
 
Nos primeiros dias, há a possibilidade de uma leve sensação de euforia devido à libertação de endorfinas.

Agora veja alguns benefícios da aplicação de gelo no pescoço (feng fu):
- Melhora a qualidade do sono
 
- Dá vitalidade ao corpo
 
- Relaxa
 
- Melhora a digestão
 
- Ajuda a evitar gripes e resfriados
 
- Alivia dores (de coluna, cabeça, articulações)
 
- Ajudar a melhorar doenças respiratórias, cardiovasculares e intestinais
 
- Colabora também para melhorar problemas de tireoide, artrite, hipertensão e asma
 
CONTRAINDICAÇÕES
 
Gravidez, presença de marca-passo, epilepsia e esquizofrenia.
 
Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.