SETEMBRO VERDE: CAMPANHA CONTRA O CÂNCER DE INTESTINO

O desconforto intestinal no dia a dia pode ser o corpo avisando que não está tudo bem. Para alertar e conscientizar a população sobre a prevenção do câncer colorretal, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) realiza, pela segunda vez, a campanha Setembro Verde durante todo este mês.
— A doença abrange tumores que acometem o intestino grosso e o reto. É curável quando detectado precocemente. Há também fatores de risco como doenças inflamatórias do intestino e doenças hereditárias — explica o presidente da Associação Brasileira de Coloproctologia Fábio Guilherme Campos, apontando para a importância do evento: — A incidência da doença está muito alta e se torna mais comum ao passo que a população envelhece. Esperamos que as pessoas saibam que ela é prevalente e pode ser prevenida.
Uma estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) prevê, ainda para este ano, cerca de 34.280 novos casos de câncer de cólon e reto no Brasil, sendo 16.660 homens e 17.620 mulheres. O tumor é o segundo mais frequente nas mulheres (após mama) e o terceiro nos homens (após próstata e pulmão).
Os primeiros casos podem aparecer como pólipos — conjunto de células com má-formação, porém, não cancerígenas. O pólipo leva alguns anos para se desenvolver, assim, é possível diagnosticá-lo antes que se torne maligno.
O coloproctologista Ronaldo Salles diz que podem ser necessárias quimioterapia, radioterapia e cirurgia.
— Num nível muito avançado a situação se agrava e geralmente é quase impossível retirar o tumor — afirma o médico.
Fonte: EXTRA