DIETA COM POUCO GORDURA DIMINUI RISCO DE MORTE POR CÂNCER DE MAMA

alimentação dieta




Dados atualizados de uma pesquisa realizada com quase 50 mil mulheres mostram que aquelas que mantiveram uma dieta com baixo teor de gordura por aproximadamente oito anos reduziram o risco de morte por câncer de mamainvasivo e tiveram melhores taxas de sobrevida quando comparadas com mulheres que não cumpriram um programa alimentar. Os resultados foram apresentados na sessão plenária da conferência anual da Associação Americana para Pesquisa do Câncer (AACR, da sigla em inglês), realizada de 16 a 20 de abril.

“Este estudo se junta a outros que também mostraram a importância da dieta na cura dos cânceres“, afirma Antonio Carlos Buzaid, chefe-geral do Centro Oncológico Antônio Ermírio de Morais (COAEM) da Beneficência Portuguesa de São Paulo e membro do comitê gestor do Centro de Oncologia e Hematologia Dayan-Daycoval, do Hospital Israelita Albert Einstein. Uma associação entre a ingestão de gordura e a mortalidade por câncer de mama foi sugerida quase meio século atrás, mas agora evidências conclusivas confirmam o papel da dieta.

Veja também: 5 coisas que você precisa saber sobre o câncer de mama

Pesquisadores do Instituto de Pesquisa Biomédica de Los Angeles avaliaram 48.835 mulheres pós-menopáusicas, entre 50 e 79 anos de idade, todas sem câncer de mama no início da investigação, com resultados normais de mamografia. Desse universo, 19.541 mulheres iniciaram uma dieta de baixo teor de gordura, com a orientação de nutricionistas. A dieta buscou reduzir em 20% a gordura na alimentação e aumentar o consumo de frutas, legumes e grãos. As demais 29.294 mulheres no estudo seguiram os seus padrões alimentares habituais.

Após cerca de oito anos, 1.767 das mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama. Os pesquisadores descobriram que aquelas com dieta pobre em gordura viveram mais, 82% versus 78%. “Esta foi a primeira vez que examinamos as mortes por câncer de mama entre esses grupos e descobrimos que uma dieta baixa em gordura aumentou as taxas de sobrevida entre as mulheres após um diagnóstico de câncer de mama”, disse Rowan Chlebowski, que apresentou os resultados na conferência americana. “O estudo também sugere que as mulheres precisam permanecer com a ingestão de baixos níveis de gordura para manter os benefícios dessa intervenção dietética”, acrescenta.

Os pesquisadores observaram ainda menor mortalidade por doenças cardiovasculares no grupo da dieta.

Referência

Low-fat dietary pattern and breast cancer mortality in the Women’s Health Initiative (WHI) randomized trial – Rowan T Chlebowski, Los Angeles Biomedical Research Institute at Harbor-UCLA Medical Center, Torrance, CA, United States

http://www.abstractsonline.com/Plan/ViewAbstract.aspx?mID=4017&sKey=33e51b6a-c17a-44b4-8d60-181308817ce7&cKey=c6d3e92e-4d28-43c3-ab93-faf799e66c85&mKey=1d10d749-4b6a-4ab3-bcd4-f80fb1922267