MÁ HIGIENIZAÇÃO PODE CAMUFLAR CÂNCER DE BOCA E GARGANTA

O câncer bucal pode ser causado por vários fatores, entre eles o cigarro, o álcool e a excessiva exposição ao sol sem a devida proteção. Na sua fase inicial ele se apresenta como pequenas feridas ou manchas vermelhas e não causa dor, podendo passar tranquilamente despercebido pela vítima. E para piorar a situação, uma má higienização bucal ajuda a camuflar ainda mais os sintomas e as lesões características dessa doença.
Para começar, não é preciso falar que uma pessoa que não cuida corretamente da saúde da boca limpando-a como se deve acaba acumulando bactérias, restos de comida e células mortas entre os dentes, língua e mucosa, o que aumenta as chances de infecções. Isso por si só já potencializa a aparição ou a progressão de uma doença já existente.
“Não existe uma receita para a higienização bucal dos sonhos, mas o principal é uma boa escovação tanto dos dentes como da língua associado ao uso do fio dental todos os dias. Além disso, o paciente também deve visitar regularmente o dentista para que o mesmo faça o exame de todas essas estruturas”, diz Éricka Silveira, cirurgiã-dentista e doutora em Patologia Oral pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
Análise do dentista
Taí outro fator que associa a falta de cuidado com a higiene bucal e a camuflagem da doença. Pessoas que não se importam muito com a saúde da boca não costumam frequentar o dentista, sendo capazes de ficar anos sem fazer uma consulta. Sem a supervisão de um profissional, feridas perigosas podem ser confundidas com pequenas lesões bucais sem importância e passar tempos sem tratamento, agravando o quadro do câncer.
Feridas “inofensivas”
O último motivo é exatamente esse. Uma boca que não é bem cuidada costuma apresentar lesões, aftas e sangramentos regularmente. “O câncer de boca pode surgir como alterações de cor nos tecidos da boca, como manchas brancas, vermelhas e enegrecidas, feridas que não cicatrizam em 15 dias, aumentos de volumes, entre outros”, diz a especialista. Mas se o paciente não souber fazer a diferenciação, pode deixar a situação se estender até ficar grave.
“O câncer de boca tem cura se for diagnosticado em estágio inicial. Mas infelizmente isso não é a realidade para a maior parte dos casos, pois o mesmo geralmente é diagnosticado somente em estágio avançado o que dificulta as chances de cura”, diz Éricka.
Pesquisa preocupante
Apesar de Éricka acreditar que uma má higienização bucal não causa o câncer propriamente dito, uma pesquisa feita pela University of Texas Science Center, nos Estados Unidos, associou gengivas e dentes mal tratados (doentes) com uma maior facilidade no aparecimento do vírus HPV, responsável pelo surgimento de alguns tipos de câncer bucal.
Com base em todas essas informações ficou claro que temos razões de sobra para cuidar muito bem da saúde da nossa boca. Uma alimentação equilibrada (com a inclusão de itens fibrosos que ajudam na limpeza dos dentes), o consumo correto de água (para ajudar a manter a saliva saudável) e visitas regulares ao dentista não podem faltar na sua lista cuidados com a saúde. Fique esperto.
Fonte: Terra