Levantador italiano vence câncer, cria associação e vê sua história virar livro

Foto: Reprodução
O campeonato mundial de clubes de vôlei masculino, que está sendo disputado durante este mês de maio, em Minas Gerais, além de muita disputa e jogadas sensacionais, também tem grandes histórias.
O levantador do Trentino, da Itália, Giacomo Sintini é um dos principais jogadores da competição e aparece em quadra vendendo saúde, mas pouca gente sabe que nem sempre foi assim.
Em junho de 2011, o jogador foi diagnostico com um linfoma, precisou ser submetido à quimioterapia e até a um transplante de medula. Chegou a pensar que não voltaria nunca mais a jogar
Mas, ele deu a volta por cima. Um ano e meio depois já estava de volta às quadras. E, como forma de agradecer por todo o apoio que teve, e por ter conseguindo vencer a doença, Giacomo criou uma associação com o objetivo de angariar fundos para pesquisa sobre o câncer.
“Eu sentia muitas dores, tinha medo de morrer, de perder tudo: minha família, meu vôlei, não ver minha filha crescer… Foi um período muito difícil para nós e o Trentino me deu essa oportunidade. Meus amigos me ajudaram. Foi difícil, dolorido voltar a jogar, mas não desanimei. Eu e minha família somos gratos à medicina. Por isso, criei a associação porque sei que tive uma chance que outras pessoas não tiveram”, disse Sintini.
Além disso, a luta de Sintini contra o câncer virou um livro, chamado “Forza e Coraggio” (Força e Coragem). Com seu depoimento, o levantador espera poder passar uma mensagem forte a todos os que se encontram na mesma situação em que um dia ele esteve.
Com base na matéria de Danielle Rocha, para o Globo Esporte.com