ESPECIAL OLIMPÍADAS 2016: ATLETAS QUE SUPERARAM O CÂNCER





Os Jogos Olímpicos começam essa semana, aqui no Brasil. Ao todo são 19 dias de competição, 306 provas valerão medalhas: 136 femininas, 161 masculinas e nove mistas. São jogos de diferentes modalidades, então imagine só quantos atletas e quantas histórias de vida! Então que tal essa semana conhecermos alguns atletas incríveis?
Esse é o atleta americano Jacob “Jake” Spiker Gibb, que joga vôlei de praia e é conhecido como símbolo de determinação e força. Jacob tem 40 anos (!) e participará de sua terceira Olimpíadas. Nasceu no dia 6 de fevereiro, tem 2 metros de altura e  mostra que sua grandeza não está só aí: o atleta superou o câncer duas vezes!
atleta 3
O Cat foi diagnosticado pela primeira vez em 2002, um melanoma maligno no ombro esquerdo e pela segunda vez em 2011, câncer no testículo. Claro que foi uma batalha complicada, ele mesmo não fala muito sobre o assunto, mas em entrevista já disse:
“Foram dois períodos diferentes na minha vida. O câncer testicular foi assustador. Mas, naquela época, eu não percebia o quanto me afetava em quadra. Se você olhar para 2011 agora, verá que foi meu pior ano em termos de torneios. Mentalmente, eu estava vulnerável. Fico meio emocionado de pensar nisso porque foi uma época muito complicada que me fez ainda mais forte. Depois, tivemos um ano maravilhoso. Em 2012, ganhamos o Circuito Mundial, éramos o time número 1 do mundo e meio que retomei meu equilíbrio de novo. Eu me sinto orgulhoso de como lutei ao lado do meu ex-parceiro, Sean Rosenthal. Eu me sinto feliz de lembrar desse ano (2012).  Eu não fico muito confortável de contar minha história. Não é algo que amo, sabe? Até mesmo em entrevistas, não me sinto muito confortável. Mas se eu puder ajudar pessoas, eu vou fazer, mesmo sendo duro para mim. A minha família me ajudou muito. Minhas duas crianças, minha esposa. Isso me fez apreciá-los ainda mais.” – conta.
atleta 1
O começo da carreira dele como jogador profissional de vôlei de praia foi aos 26 anos. Antes disso, ele jogava no quintal de sua casa, foi como descobriu sua paixão. É formado em Negócios, pela Universidade de Utah (Estados Unidos). Provavelmente essa será sua última participação nos jogos Olímpicos e mesmo que não ganhe nenhuma medalha, já é com toda certeza um vencedor.
atleta 2
Ah, quer ver o Cat jogar? Segue um pouco da programação:
Sábado, 06 de agosto, 16:30h, EUA x Catar
Segunda feira, 08 de agosto, 16:30h, EUA x Áustria
Quarta feita, 10 de agosto, 11h, EUA x Espanha