VAMOS MEXER O CORPINHO?

De repente, um monte de coisas novas na sua vida! Você recebe a notícia de que está com câncer, e que vai fazer quimioterapia, radioterapia, passar um cateter, talvez colocar uma sonda, tomar um tanto enorme de remédios. O cabelo vai cair, a unha vai ficar fraca, quem sabe mudar de cor, a defesa diminui, pode diminuir a sensibilidade nos pés e nas mãos, talvez engorde, talvez emagreça. Ufa! Com tudo isso, para que que eu vou falar sobre atividade física? Pois é, muitas pessoas, quando recebem o diagnóstico do câncer, deixam o corpo meio de lado. Mas você sabia que a atividade física é fundamental durante o seu tratamento? Pesquisas científicas sugerem, que o exercício físico não somente é seguro durante o tratamento do câncer, como também melhora o funcionamento do seu corpo, diminui a sensação de fadiga causada pela quimioterapia, diminui a ansiedade, aumenta a autoestima. Além disso, os exercícios físicos também ajudam a manter a composição corporal adequada (ou seja, a distribuição entre músculos, gordura e ossos no seu corpo), a diminuir a perda de massa muscular e a manter seu coração funcionando bem. Mas não adianta querer fazer toda a atividade que seu corpo nunca fez, de uma vez só! Principalmente se você era sedentário antes do diagnóstico do câncer. Vamos com calma, tudo bem?
Se você era sedentário, comece com atividades leves e de pouca duração. Dez minutinhos por dia de uma caminhada leve, já está de bom tamanho. Conforme seu corpo for ganhando disposição, você aumenta devagar o tempo e a intensidade das atividades. Se você já era bem ativo antes do início do tratamento faça atividades de baixo impacto, e divida de maneira que você consiga fazer 150 minutos de atividade ao longo da semana. Lembre-se de fazer tanto atividades de resistência muscular, quanto aeróbicas, mas sempre atividades leves. Muito importante: converse sempre e muito com o seu médico! Cada caso é um caso, e a pessoa que pode orientar qual a melhor atividade para você, e o que você pode fazer ou deve evitar é o seu médico. Além disso, estar acompanhado por um bom educador físico e que tenha experiência em pacientes com câncer, é fundamental!
Para as pessoas que estão em tratamento de câncer, alguns cuidados precisam ser observados:
  • Anemia severa: deve-se postergar o início das atividades, até que a anemia tenha melhorado;
  • Imunidade baixa: evite fazer exercício em locais públicos ou com muita gente, até que sua imunidade tenha melhorado;
  • Radioterapia: deixa a pele sensível, então, é prudente evitar piscinas com água clorada;
  • Cateteres e sondas: cuidado com água da piscina, mar ou lago para evitar contaminação por micro-organismos indesejados. Também evite fazer exercícios de resistência nos grupos musculares próximo ao cateter ou sonda. Isso pode causar o seu deslocamento!
  • Alteração da sensibilidade nos pés ou alterações no equilíbrio: a habilidade de fazer exercícios que utilizam as pernas pode estar reduzida. Prefira atividades como, por exemplo, bicicletas ergométricas, cujo risco de queda é menor;
  • Pessoas com acometimento ósseo (lesões ósseas ou osteoporose): as atividades devem ser orientadas a fim de evitar quedas ou lesões.
Se se sentir mais ativo e com mais disposição para o seu tratamento ainda não for o bastante, olha só que boa notícia: estudos científicos sugerem que fazer atividade física durante e após o tratamento, pode diminuir o risco de recorrência do câncer! Então, vamos mexer o corpinho?
Um abraço e até breve!
Dra Regina F. Chamon
CRM 120.010/SP
www.doutorasanguebom.wordpress.com.br