Entenda como funciona e quais são os métodos da Dieta Ravenna

De ponta ponta, confira informações importantes da Dieta Ravenna (Foto: Reprodução)
“O vínculo entre os obesos e a comida funciona da mesma forma que o do alcoólatra com a bebida e, o do cigarro com os fumantes.” Ao desvendar esta relação do envolvimento humano com seus vícios, o psicanalista argentino Máximo Ravenna, desenvolveu um programa que promete eliminar 10% do peso em um mês.
Ravenna, a dieta, que leva o sobrenome do psicanalista argentino, alia uma forte restrição de calorias a exercícios físicos e um tratamento específico no combate a compulsão, ou seja, os três pilares básicos da saúde: alimentação, atividade física e mente. Os objetivos para estabelecer o peso ideal, só são fixados após vários exames, quando é feita a medição das porcentagens de gordura corporal e massa magra. Só depois é definida a dieta e a atividade física, de acordo com as características e necessidades de cada indivíduo.
Foi com esta dieta que Fernando Rocha, o apresentador do programa Bem-Estar da Rede Globo e a Presidente Dilma, Luiza Trajano e o ex-jogador de futebol Maradona, entre outros famosos, emagrecerem tanto, em tão pouco tempo. Assim como outras dietas, a Ravenna, como é chamada, possui duas fases muito importantes: inicialmente, há uma grande perda de peso; depois, é conseguir manter o que conquistou, onde os alimentos antes, totalmente proibidos, serão reintroduzidos de forma lenta e gradual no dia a dia. A atividade física deve ser moderada no início, progredindo conforme as metas são atingidas.
O mais complicado é ultrapassar os primeiros dias
Com o início de qualquer dieta restritiva os primeiros dias onde há um corte radical de alimentos com carboidratos a maioria dos pacientes reclama de dores de cabeça. “O carboidrato é o combustível do corpo, principalmente do cérebro. Com a falta dele o organismo entra em um processo de cetose, que é a quebra de proteínas, explica a nutricionista Anna Testa, especializada em personal diet e atendimento nutricional. A cetose é um estágio do catabolismo que ocorre quando o fígado usa os depósitos de gordura como fonte de energia. “Então o organismo vai em busca de outras fontes de alimento, por isso ocorrem as dores de cabeça. O ideal, segundo Anna é ter alguma fonte de carboidrato na dieta”.  
Não existe dieta milagrosa
Ninguém emagrece rapidamente e é preciso tomar vários cuidados para eliminar alguns quilos (Foto: Reprodução)De tempos em tempos, surge uma nova e milagrosa dieta prometendo um emagrecimento rápido, quando o que realmente importa é o a perda de peso definitiva, algo que precisa que ser construído de dentro para fora, com mudanças radicais, incluindo os hábitos alimentares. Se emagrecer não parece nada fácil, o desafio de se manter magro sempre pode parecer muito mais difícil. Para a nutricionista Roberta Telles Conejo, de Brasília, nenhuma dieta deveria ser tão restritiva a ponto da pessoa não poder ultrapassar 800 ou 1000 calorias/dia. “Isso daria quatro refeições de 200 calorias, ou menos. É pouco. Uma dieta precisa ser bem balanceada e, sempre acompanhada por endocrinologista, um profissional de atividade física, e exames médicos específicos, além de um apoio psicológico.
A maioria das pessoas muito obesas, é que já são obesas há muito tempo. É preciso tratar a compulsão sim, Mas, o ideal é emagrecer aos poucos, com saúde, trabalhar os hábitos alimentares, fazer uma mudança de estilo de vida permanente”, diz ela. E a especialista ainda acrescenta que“o ato de comer em geral e em publico, pois nem sempre comemos sozinhos, e uma alimentação equilibrada permite melhor qualidade de vida e uma melhor vida social”.
Quem é Máximo Ravenna
Graduado na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Buenos Aires, pós-graduado pela Primeira Escola Argentina de Psicoterapias e especialização da Harvard Medical School, o Dr. Máximo Ravenna participa de congressos em vários países e contribuindo com artigos científicos, e já tem cinco livros publicados sobre o sucesso do seu método e experiências profissionais.
Máximo Ravenna (Foto: Reprodução)
O médico psicanalista argentino garante que nenhum tratamento terá sucesso ou será saudável, se o paciente precisa perder mais do que 30 quilos, sem apoio. Dispensando a utilização de remédios ou de cirurgias, Ravenna já tratou mais de 50 mil pacientes em todo o mundo.  Pessoas entre 15 e 60 anos procuram pelos centros de emagrecimento em todo o mundo.
Através da capacitação para desenvolvimento de uma nova relação com a comida e com o objetivo de trocar a compulsão por uma vida mais saudável, e não apenas perder peso, o Dr. Máximo Ravenna, demonstra que o ideal é tornar-se magro. O acompanhamento psicológico é o fator considerado mais importante na manutenção de decisão para perder peso. Sob o comando de psicoterapeutas, em meio ao consumo de alimentos com baixa de caloria o grupo de apoio é a principal ferramenta para o sucesso da dieta.  Seguindo seu próprio ritmo para a redução de peso, cada paciente colabora para as conquistas em grupo, falando sobre sua luta contra o excesso do peso.
A teoria na prática
Rodolpho Freitas, 35 anos, descobriu a dieta por meio de outro paciente, que descreveu a mecânica e o fundamento por trás do método. “Todo o programa é bem estruturado e com muito apoio para você tirar dúvidas e ter a mão sempre uma alternativa ao cardápio restrito. Na primeira semana, foi um grande susto ao perceber que se foram 4 kg embora. Depois disso, em média, 1.5kg por semana desaparecendo me animou a seguir sempre em frente”, diz Rodolpho.
Fazer atividades físicas, acompanhar o próprio quadro de saúde, são os passos seguintes ao reconhecimento da obesidade como um problema. O paciente descobre durante as sessões terapêuticas em grupo, que precisa mudar a sua relação com a comida descobrindo qual a melhor postura à mesa e na sua vida. “Comecei em julho e até o momento (novembro), foram 18 kg eliminados e faltam mais 8 para chegar a minha meta. A meta tem me ajudado a me manter no caminho, pois as tentações de todos os dias são muitas e comer fora é sempre um grande desafio. Nunca em há 100% de alternativa dentro do cardápio permitido”, fala Freitas.
“O Máximo Ravenna é um médico, que tem uma visão holística do processo de emagrecimento o que ajuda a entender todos os ‘porquês’ de se deixar de fazer a ingestão de alguns alimentos, previsto no cardápio. Além disso, há um case de sucesso na TV que é o Fernando Rocha, - que topou fazer o desafio com o método para emagrecer 18 kg em 21 dias”, fala Rodolpho. O método, que é indicado, segundo Ravenna, para crianças a partir dos cinco anos de idade, pessoas de qualquer idade e sobrepeso, em graus diferenciados, ou para quem apenas quer viver de forma mais regrada, adotando métodos mais saudáveis de alimentação. “Escolhi fazer esta dieta porque havia também um caso de sucesso bem próximo a mim, o que me motivou a tentar, pois sabia que quem me indicou sofria dos mesmos males ao fazer uma dieta”, conclui Freitas.
Primeiros passos
Para ter todo o apoio necessário à dieta de Máximo Ravenna é preciso inicialmente frequentar uma das clínicas Ravenna - além da clínica na Argentina, também estão no Paraguai, Uruguai e Espanha. No Brasil elas estão em São Paulo, Salvador e Brasília. As clínicas são formadas por salas de ginástica, um restaurante e consultórios. Como principal quesito para fazer parte é necessário participar de um encontro onde um profissional da clínica discursa sobre o conceito Ravenna e alguns dos candidatos fazem seus depoimentos de luta contra a balança. Na primeira fase do tratamento, é cobrada uma mensalidade de R$ 2.150, que depois, durante a etapa de manutenção o valor cai para R$ 880.
Publicações
No Brasil, dois livros do Dr. Ravenna já foram traduzidos para o português: Teia de Aranha Alimentar – Quem Come Quem? R$ 42, e Entre Abrir e Fechar a Boca – Histórias de Obesos que Mudaram seus Destinos, R$ 38, ambos da Editora Guarda-Chuva.

Fonte: