Vacina contra o câncer atacará tumor como se fosse vírus e deverá ser universal; conheça


Um time internacional de cientistas está desenvolvendo uma vacina contra o câncer que faz o sistema imunológico atacar tumores como se eles fossem vírus. Os achados, publicados na revista Nature, são um importante avanço no tratamento da doença.

Tratamento contra câncer: nova promessa

Como o próprio nome já diz, a vacina universal contra o câncer promete ser uma arma contra diversos tipos de tumores. Para chegar a essa fórmula, pesquisadores utilizaram imunologia, ciência que é especialmente promissora no manejo da doença.
Eles retiraram pedaços do código genético do câncer e, em seguida, colocaram esses fragmentos em nanopartículas de gordura. Depois disso, essa mistura foi injetada na corrente sanguínea de três pacientes com câncer.
O tratamento inovador é o primeiro passo para uma nova abordagem de diferentes tipos de câncer
Publicidade
Dentro do corpo, essas nanopartículas “ordenaram” a criação de antígenos tumorais, uma molécula que “marca” o câncer para que as células imunológicas saibam o que procurar. Em resposta, o sistema imunológico dos pacientes respondeu produzindo células-T especialmente para “matar” o tumor.
De acordo com os pesquisadores, a vacina é de produção rápida e barata e, teoricamente, antígenos de qualquer tipo de tumor podem ser codificados através do RNA. Por isso o adjetivo “universal” dado ao medicamento.

Como a vacina universal age 

Em um dos pacientes, um tumor em um linfonodo diminuiu depois que ele recebeu a vacina. Outro, cujos tumores haviam sido cirurgicamente removidos antes do início do estudo, não tinha sinais de câncer sete meses após a vacinação. No terceiro paciente, que tinha oito tumores que haviam se espalhado a partir de um câncer de pele em direção a seus pulmões, as tumorações permaneceram clinicamente estáveis depois da vacinação.

Categoria: