Primeiro tratamento eficaz para síndrome de Down é descoberto: conheça






Até hoje, nenhum estudo científico confiável havia revelado um tratamento promissor para a síndrome de Down. Mas uma nova descoberta, feita por pesquisadores espanhóis, indica um caminho inédito para aumentar as capacidades intelectuais dessas pessoas e o ativo responsável pela melhora é muito simples e natural.

Tratamento para síndrome de Down 

A pesquisa foi liderada pela cientista Mara Dierssen, do Centro de Regulação Genômica de Barcelona, na Espanha, e publicada no periódico científico The Lancet Neurology.
Eles buscaram avaliar a ação de um composto do chá-verde, a epigalocatequina galato, sobre algumas características da síndrome de Down.
Publicidade
Eles escolheram esse princípio ativo para estudar depois de identificar, em ratos, que a supressão do gene DYRK1A (que é estimulado pelo gene extra da síndrome e eleva a fabricação de proteínas em pessoas com alterações cognitivas) melhorava o desenvolvimento e a função cerebral. Os polifenóis do chá-verde inibem a produção da enzima produzida pelo gene.
A equipe avaliou 84 pessoas com síndrome de Down com idades entre 16 e 34 anos. Os participantes foram divididos em dois grupos: um deles fez uso de 9 miligramas da epigolatequina durante um ano enquanto o outro recebeu placebos (substâncias sem ação terapêutica específica) durante o mesmo tempo.
Os participantes do estudo responderam a vários testes, realizados periodicamente, para analisar capacidades motoras, intelectuais, de memória e comportamento.
A substância do chá-verde foi capaz de criar novas conexões neurais em pessoas com síndrome de Down

Resultados 

Os pesquisadores notaram que os indivíduos que receberam o ativo do chá-verde tiveram uma melhora leve na memória de curto prazo, na capacidade de organização, na diminuição da impulsividade e na adaptação a situações do dia a dia.
A líder do estudo, Mara Diersse, explica que apesar de as melhoras encontradas terem sido discretas, elas foram suficientes para que os pais dos participantes que tomaram chá-verde notassem as diferenças e soubessem que seus filhos não eram do grupo placebo.
Além disso, exames de imagem feitos durante o estudo mostraram um aumento das conexões neurais na região frontal do cérebro, indício de que, de fato, houve um aprimoramento no processamento de informações cerebrais.

O que é a síndrome de Down 

A síndrome de Down é uma alteração genética causada por um erro na divisão do cromossomo 21. Ao invés de duas cópias, como os demais cromossomos, ele terá três cópias em todas as células do corpo humano. Quem tem esse excesso de material genético apresentará características específicas, como deficiência intelectual, pescoço alargado e língua mais comprida que o normal.

Tratamentos disponíveis atualmente

Os tratamentos para a síndrome disponíveis atualmente visam trabalhar todas as potencialidades através da estimulação feita por fonoaudiólogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais desde os primeiros meses de vida. Também é importante frequentar escolas, uma vez que a interação com outras crianças é uma forma de estímulo.