O amor no caminho da cura: o casamento pode ajudar na luta contra o câncer

foto


Uma pesquisa da Universidade da Califórnia, em San Diego, mostrou que pacientes de câncer casados têm mais chances de sobreviver a doença do que os solteiros. O estudo, que foi publicado no periódico médico “Cancer”, analisou os dados de quase 800 mil pessoas, entre os anos de 2000 e 2009.
As indicações são de que aqueles que têm um relacionamento estável recebem mais suporte para continuar lutando, ir à quimioterapia e consultas. Doutor Matthew Wieduwilt, professor assistente clínico na universidade, disse: “pessoas casadas e com famílias são mais propensas a persistir no tratamento”. E acrescentou: “pacientes solteiros geralmente já aparecem em um estágio mais avançado e mais doente”.
Adrienne Betteley, chefa interina da saúde e da assistência social na Macmillan Cancer Support, disse: “sabemos que o diagnostico de câncer pode deixar as pessoas se sentindo sozinhas e que isso pode ter um efeito prejudicial na vida delas, com muitas refeições e compromissos vitais sendo feitos sozinho.”. Pesquisas anteriores também já apontaram que pessoas casadas são mais propensas a sobreviver a ataques cardíacos.
Fonte:
Universidade da Califórnia, em San Diego