MÊS DE MAIO ALERTA PARA A PREVENÇÃO DO CÂNCER DE PELE E MALANOMA

Foto por: Wlad
O mês de maio é conhecido na comunidade médica como o mês de prevenção do câncer de pele e melanoma. Nos consultórios médicos, muitas dúvidas rondam os pacientes que, com um olhar mais atento, conseguiram identificar um sinal suspeito ou simplesmente procuram mais informações sobre a doença, que já possui uma grande incidência no Brasil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2016, são estimados 175.760 novos casos deste tipo de câncer.
O que poucos sabem é que o câncer de pele é composto por três tipos diferentes, sendo o melanoma o mais agressivo de todos. Segundo Andreia Cristina de Melo, oncologista clínica do Grupo Oncologia D’Or, o Carcinoma Basocelular (CBC) é o mais incidente no país. Ele se desenvolve em células da pele e costumam aparecer em áreas descobertas e expostas com frequência ao sol, como: face, orelhas, pescoço, couro cabeludo, ombros e costas.
O Carcinoma Espinocelular (CEC) é o segundo mais comum, sendo mais frequente em homens do que em mulheres. A especialista explica que este tipo se manifesta nas células escamosas, que constituem a maior parte das camadas superiores da pele. O CEC pode se desenvolver em todas as partes do corpo, embora seja mais comum nas áreas expostas ao sol. Normalmente, o Carcinoma Espinocelular tem coloração avermelhada e se apresenta na forma de machucados.
Enquanto o Carcinoma é o de maior incidência e de mais baixa mortalidade, o Melanoma representa apenas 4% das neoplasias malignas do órgão. Com origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele), este tipo de câncer é um dos mais graves devido à sua alta possibilidade de metástase. É o que explica Andreia Cristina de Melo.
Principais cuidados
Para conscientizar sobre a importância de medidas preventivas contra a enfermidade, a oncologista do Grupo Oncologia D’Or destaca a fotoproteção como uma das principais atitudes a serem tomadas. “Como os outros tipos de câncer de pele, o melanoma pode ser prevenido evitando-se a exposição ao sol no horário das 10h às 16h, quando os raios são mais intensos”, explica. Mesmo em outros períodos, é recomendável a utilização de proteção como chapéu, guarda-sol, óculos escuros e filtro solar com fator de proteção 30 ou superior.
A pele clara, a ocorrência prévia de câncer de pele e o histórico familiar são alguns dos fatores destacados por Andreia de Melo que merecem ser avaliados com cautela. É importante ressaltar a detecção precoce da doença como a principal forma de prevenção.
Fonte: Portal Nacional de Seguros