Artigo aponta que a masturbação pode prevenir diabetes e até mesmo o câncer

Segundo o estudo, a prática pode prevenir uma série de complicações ao organismo.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Um artigo escrito por Anthony Santella e Chenoa Cooper, da Universidade de Sidnei, na Austrália, e publicada no site acadêmico The Conversation, apontou que a masturbação pode ajudar a evitar graves doenças, como a cistite – inflamação na bexiga -, depressão, diabetes e até mesmo o câncer.
De acordo com os cientistas, a masturbação pode ajudar a prevenir infecções no colo do útero e no trato urinário, que, futuramente, poderiam evoluir para um câncer. Isso porque, durante o ato, ocorre a abertura do colo devido ao processo de excitação, permitindo a circulação de fluidos, fazendo com que as bactérias do muco cervical sejam “varridas” do útero.
O artigo aponta ainda que a masturbação também diminui o risco de diabetes tipo 2, evita a insônia e a tensão, com a liberação de hormônios e aumenta a força do assoalho pélvico com as contrações que acontecem durante o orgasmo.
Estudos recentes mostram que homens que fazem sexo regularmente têm menos risco de câncer de próstata, talvez devido à liberação de toxinas da glândula da próstata. Por fim, a dupla australiana diz que a masturbação é capaz de prevenir a depressão e diminuir o estresse por conta da liberação de endorfina, o hormônio do prazer.
Com informações do saúde.terra.com.br