A nova geração das cadeiras de rodas

A nova geração das cadeiras de rodas

Conheça alguns dos lançamentos para deficientes físicos apresentados durante o maior evento de artigos de saúde da América Latina
A edição de 2016 da Feira Hospitalar trouxe novidades para quem se locomove de cadeira de rodas. A primeira delas vem de terras chilenas: engenheiros criaram um protótipo que encara tudo que é terreno. A Odoor, desenvolvida pela empresa ProChile, pode ser usada na neve, na lama, nas pedras e até na água. Seu segredo está em quatro rodas grandes infláveis, que se adaptam às características do ambiente. Eles também inventaram uma versão elétrica, com autonomia de cinco quilômetros de uso. Quando a bateria acaba, é preciso recarregá-la na tomada por 6 horas.
A companhia brasileira Freedom, por sua vez, trouxe ao evento um modelo capaz de deixar o usuário em pé. Para isso, ele conta com um complicado sistema de alavancas e engrenagens. O objetivo é oferecer mais autonomia ao deficiente. Com a tecnologia, dá para acessar um caixa de banco ou se alimentar com maior facilidade. A cadeira também promete dar uma força extra nos exercícios da fisioterapia, ao permitir que o indivíduo fique ereto por um tempo prolongado. Para se locomover novamente, é preciso retornar à posição normal.
Por fim, a alemã Ottobock está lançando três modelos para a prática de esportes como basquete e tênis de mesa. Cada uma é indicada para um nível de expertise: a primeira se destina aos iniciantes na atividade física, a segunda é para quem está mais avançado na modalidade e o terceiro tipo serve para os atletas profissionais. As cadeiras possuem rodas curvadas, que minimizam o risco de quedas após choques com adversários e permitem uma melhor impulsão ao longo do exercício.