5 Razões para cuidar da Imunidade

  A imunidade é um conceito meio abstrato, com o qual a gente aprende a lidar – na marra – durante o tratamento. Muitas vezes, para os médicos é tão comum indicar aos pacientes que cuidem da imunidade, que eles esquecem de explicar exatamente o porquê dessa preocupação! Por isso, aqui vão 5 razões para cuidar da imunidade:

1. NÃO ATRASAR AS QUIMIOS
Apesar de a imunidade permanecer baixa durante a quimio, existe uma contagem mínima de células de defesa e plaquetas que deve ser atingida para que a pessoa possa receber a medicação. É por isso que, muitas vezes, pessoas muito idosas ou muito debilitadas não podem fazer quimio, e aí os médicos buscam outros tratamentos que agridam menos osistema imunológico. E é por isso que não  fazemos a quimioterapia de uma vez só, esperamos algumas semanas entre uma aplicação e outra, para que o corpo possa restabelecer o sistema imunológico e aguentar o tranco outra vez. O que acontece se, mesmo com o intervalo entre uma quimio e outra a pessoa não atingir o número mínimo aceitável de células de defesa? A próxima quimio atrasa, o que é uma merda bem chato. É ruim por dois motivos: nos faz ficar mais tempo em tratamento (e quando a gente está fazendo quimio, cada semana parece um ano), e também porque se o tratamento tá previsto pra acontecer a cada 21 dias (ou 15, ou 28, etc), é porque esse é o tempo certo para não permitir que o tumor cresça de novo! Portanto, o ideal é que atrasos não aconteçam.
Há quem diga que tempo é dinheiro – pra gente, tempo é saúde!

2. NÃO PEGAR PEREBAS
Ficar doente nunca é legal. Fazendo quimio então, pior ainda. Quando a gente fica doente, além de correr o risco de atrasar o tratamento, tudo fica mais complicado do que seria normalmente, porque nosso corpo (coitadinho) não está 100%. Imagina o que é ter que lutar contra o câncer, lutar contra a quimio e ainda ter que lutar contra uma gripe pentelha oportunista? O corpo tem vontade de pedir demissão, né?!

3. APROVEITAR O TEMPO ENTRE QUIMIOS
Sim, existe vida entre uma quimio e outra! Normalmente, logo após a aplicação, o corpo fica cansado, a imunidade baixa e o ideal é fazermos repouso o máximo possível (dormir bem, comer bem e beber muita água). Conforme os dias vão passando e a próxima quimio vem chegando, a imunidade sobe, a gente se sente melhor, e até dá pra fazer mais coisas. Ir tomar um cafezinho na rua, fazer uma janta com os amigos (com a condição de não ter ninguém gripado), fazer umas comprinhas no shopping… tudo isso nos ajuda a encarar o tratamento melhor. Ter vida social, relembrar como éramos antes do tratamento, fazer coisas que não sejam em função da quimio nos faz muito bem, e devemos fazer sempre que possível. Alguns tratamentos exigem mais cuidados com a imunidade e isolamento do que outros (o tratamento contra o linfoma, por exemplo, porque ele é exatamente o câncer do sistema imunológico), mas sempre dá pra fazer alguma coisinha que saia da rotina do tratamento. Por mais que fazer quimio seja chato, acredite: ficar doente durante a quimio é muito pior!!!

Quem quer ficar doente durante a quimio?! EU QUE NÃO!

4. BARGANHAR LIBERDADE
Se a imunidade está boa, os médicos (e o nosso próprio corpo) nos permitem fazer mais coisas, como encontrar amigos, sair para jantar e (às vezes) até viajar! É como uma liberdade condicional: se você se comportar, vai poder aproveitar o tempo livre entre uma quimio e outra. Se você ficar doente uma vezinha que seja, nem o médico nem seus familiares vão confiar que isso não irá acontecer de novo, e aí acabou-se o que era doce!  Não vale a pena perder esse benefício!!!
Coisa boa é poder curtir a liberdade, né?! Não vacile pra não perder esse direito!

5. AJUDAR O CORPO A COMBATER O TUMOR 
Todos os dias, nosso corpo produz muitas, muitas células. Obviamente, algumas dessas células saem erradas, e aí existe um tipo de célula chamada natural killer (sim, uma matadora fria e calculista) que é responsável por separar as células boas das células ruins (tipo aquelas festas em que a chinelagem não entra, sabe?). O problema é que as células NK (natural killer) também nos defendem de vírus, inflamações e afins, e quando isso acontece, o sistema imunológico tem que fazer das tripas coração pra dar conta de tudo (do seu trabalho diário contando as células + de defender o corpo do ataque externo). Quando as NK se descuidam, uma célula malvada se infiltra entre as boazinhas e começa a roubar nutrientes e vasos sanguíneos pra se alimentar. E assim nasce o câncer.
É isso aí!
Ou seja, essa história de que não exista nada que a gente possa fazer pra prevenir o câncer, ou pelo menos ajudar o corpo a lutar contra ele depois que a doença se estabeleceu é balela!Manter nossa imunidade alta ajuda sim o corpo a se defender, e inclusive a manter os tumores sob controle. Dar espaço para doenças durante a quimio é enfraquecer o sistema imunológico e, consequentemente, deixar que o câncer se fortaleça, mesmo que pouquinho.
Pra quem ainda não leu, recomendo o livro do dr. David Servan-Schreiber, chamado“Anticâncer – prevenir e vencer usando nossas defesas naturais”, é a bíblia da alimentação de combate à doença. Vale a pena ler.