O Líder Coruja – Lições de Liderança




Em algum momento da sua vida você parou para pensar como as qualidades de uma coruja podem se aplicar ao seu estilo de liderança ? Este animal, de olhar intenso, dotado de uma inteligência acima da média e capaz de girar a cabeça quase que por completo pode nos ensinar muito sobre quais características um verdadeiro líder deve ter e desempenhar para se tornar um Líder Coruja.
Vamos começar ?
A coruja é uma ave noturna, cujo significado para muitos povos é sabedoria e conhecimento por ter a capacidade de enxergar através da escuridão, conseguindo ver o que os outros não veem.
Da mesma forma que a coruja, o Líder Coruja deve ver além do seu entorno, enxergar o que os outros não enxergam e identificar o que não é óbvio para muitos, prevendo futuros acontecimentos. Deve apresentar uma visão “de dentro para fora”, não se atendo apenas ao que está ao seu redor.
O Líder Coruja não deve ficar preso apenas ao seu dia a dia. Deve presta atenção em tudo o que se passa a sua volta e estar ciente de tudo o que acontece não somente com sua equipe mas também na empresa como um todo. Precisa ter uma percepção sólida e coerente dos acontecimentos para poder guiar sua equipe nos momentos mais sombrios.
A coruja simboliza a reflexão, o conhecimento racional e intuitivo. Na mitologia grega, Athena, a deusa da guerra e da sabedoria, tinha a coruja como símbolo, e esta ave era vista pelos gregos como símbolo da busca pelo conhecimento.
O Líder Coruja deve estar sempre em busca de novos conhecimentos, tento técnico quanto emocional, sempre incentivando também sua equipe por esta busca. Ele realiza planejamentos a longo prazo, prevê riscos, ameaças e oportunidades e está preparado para enfrentar situações sem surpresas.
O Líder Coruja conduz as pessoas para um propósito. Porém, é necessário, para isso, que ele seja capaz de motivá-las através de uma visão do futuro do que se deseja conquistar. A busca pelo conhecimento é uma das melhores formas de se desenvolver e aperfeiçoar tal habilidade.
Conhecimento fornece segurança ao Líder Coruja. Um líder que não transmite segurança a seus liderados rapidamente perderá a confiança por parte da equipe e passará a encontrar barreiras difíceis de serem superadas. Rapidamente, perderá toda a confiança e prestígio de sua equipe.
Líderes equilibrados e seguros são admirados não somente por todos os membros de sua equipe mas também por todos dentro do seu círculo de influência.
A coruja simboliza a reflexão, o conhecimento racional e intuitivo.
Como a coruja, que possui a percepção de se guiar no escuro, o Líder Coruja precisa ser capaz de guiar sua equipe, conhecer o potencial de cada participante e explorar o melhor de cada um, incentivando o aprimoramento cotidiano dos seus pontos fracos.
Assim como a coruja, que não sem manifesta mesmo quando chegamos próximos a ela, o Líder Coruja deve também se utilizar da intuição e se manifestar somente no momento mais oportuno.
Deve pensar e criar uma estratégia para só depois então agir. Sua audição deve ser apurada. Precisa saber ouvir e refletir, adquirindo todo o conhecimento necessário antes de tomar qualquer decisão.
O Líder Coruja, através do conhecimento racional, conhece o potencial de cada um dentro da equipe, explorar o melhor de cada um e incentivar a melhoria dos pontos fracos é seu dever.  Isso é de extrema importância para o líder, uma vez que, conhecendo todos os membros de sua equipe, o mesmo passa a ter ciência dos pontos fortes e fracos de cada membro do time.
Medir o grau de desempenho de cada colaborador também é sua responsabilidade, o que permitirá o lide tomar tomadas mais rapidamente e com mais embasamento.
As antigas moedas gregas (Dracmas) tinham uma coruja cunhada no verso. Capaz de girar a cabeça quase que completamente e ver todos os lados, a coruja significa a capacidade de buscar diferentes pontos de vista para analisar todos os lados de uma questão.
O Líder Coruja precise ter conhecimento sobre tudo o que acontece ao seu redor, buscando não somente a observação mais também o entendimento sobre diferentes pontos de vista e opiniões. Ter certeza convicta sobre o que esta sendo feito é o certo e para onde conduzir seu time a um objetivo, o de atingir os resultados desejados.
Deve ser capaz de visualizar o futuro e conseguir ampliar sua capacidade de percepção em relação ao ambiente.
O Líder Coruja tem a capacidade de se adaptar a novos desafios, incertezas, diferentes culturas e formas de pensar e agir. É justo e paciente. Possui a sabedoria necessária para a prática de empatia, sendo focado nos assuntos que requerem mais de sua atenção.
Além de estar sempre atento, prevendo situações não esperadas, o Líder Coruja, é capaz de impor seu respeito apenas com suas atitudes, demonstrando por meio de sua intelectualidade, apresentando-se como exemplo a ser seguido pela sua equipe. Isso gera confiança, senso de responsabilidade e motivação por parte dos colaboradores.
O Líder Coruja é paciente e estuda o melhor momento para ir ao seu objetivo (a caça, por exemplo) o que não significa ser passivo ou sem determinação. Um líder que se impõe pela truculência não terá o respeito de sua equipe.
O grande desafio de um líder é saber lidar com as diferentes competências das pessoas. Cada um pensa, age, reage de uma forma diferente. A interação as características comportamentais da sua equipe e saber conduzir a equipe para atingir os resultados estratégicos.
Devido a coruja ter hábitos noturnos, ela foi obrigada a desenvolver alguns pontos como a visão, com isso nos ensina que precisamos compreender que há sempre outros pontos de vista para as situações, e que devemos nos adaptar as mudanças que ocorrem no nosso trabalho diariamente e na nossa vida.
O Líder Coruja deve ter uma visão ampliada sobre os outros membros da equipe. Ele precisa enxergar coisas que podem comprometer o ambiente de trabalho, a produtividade da equipe e antecipar problemas. Isso muda todos os dias, pois o trabalho e as necessidades são dinâmicos.
Enxergar a noite é perceber o que a maioria não percebe.
Talvez o líder nem seja muito bom na técnica e no conhecimento, mas precisa agregar pessoas que possam auxiliá-lo no planejamento e execução. Quando falamos em líder pensamos em alguém que inspira outras pessoas a segui-lo. Para isso, ele precisa entender e querer sinceramente o bem de cada um da sua equipe e ter o dom de escutar, entender e respeitar diferentes comportamentos e culturas.
Lidar com pessoas é uma tarefa difícil. Cada um tem o seu jeito de agir, pensar, etc. e liderar pessoas com comportamentos e pensamentos diferentes em prol de um mesmo objetivo é o seu grande desafio.
Rigidez não combina com liderança.
A coruja possui hábitos noturnos desenvolvidos e adaptados para sua necessidade
Uma das melhores práticas que pode ser exercida pelo Líder Coruja é a Liderança Situacional. Através dela, o Líder Coruja sabe como conduzir sua equipe em diferentes situações. A capacidade de adaptação serve não somente para melhor absorção de novos desafios e responsabilidades, mas também indica a boa capacidade de jogo de cintura, essencial para a liderança de equipes heterogêneas.
Mais forte não são aqueles que sobrevivem, mas sim os que se adaptam a diferentes situações e mudanças.
O próprio Ciclo de Planejamento do Líder Coruja precisa de revisões rotineira e os ajustes correspondentes, nunca perdendo de vista os objetivos da organização, cultura e valores.
Conclusão
O Líder Coruja deve ter a capacidade de avaliar todos os fatores que podem influenciar numa decisão, positiva ou negativamente. Isso se chama estratégia. Estratégia para saber ouvir, tomar decisões, posicionar-se e ver muito mais do que todos os demais.
Referência
  • Grupo de Estudo FGV – MBA Executivo Internacional em Gerenciamento de Projetos.