DRA REGINA CHAMON: VACINA DE GRIPE – PODE OU NÃO PODE?


Nas últimas semanas a tal da gripe pelo vírus H1N1 virou uma febre! Aproveitando o trocadilho, a infecção por esse vírus dá sim um baita febrão! Além da febre alta, dor no corpo, nariz escorrendo e congestão nasal, também são sintomas desta infecção. Há algum tempo tivemos um surto de gripe bem parecido. Lembra da gripe suína? Pois é, são vírus da família do Influenza!
E porque tanta gente preocupada, se é só uma gripe?
A infecção pelo H1N1 preocupa pois, em pessoas que têm a defesa fragilizada, ou seja, pessoas com câncer, crianças pequenas, grávidas, pessoas com doenças crônicas (como a Asma) e idosos, esta gripe pode dar um quadro bem grave, com alterações na pressão arterial, dificuldades de respiração e em alguns casos mais raros pode até levar à morte.
Assim, quem se enquadra nos casos de maior risco (esse pessoal que citei aí em cima) têm indicação de tomar a vacina, para prevenir a infecção.
As pessoas que têm câncer,  tanto os que estão em tratamento, quanto os que já acabaram a quimioterapia e estão em algum tipo de manutenção (por exemplo uso de hormonioterapia), PODEM e DEVEM receber esta vacina.
Podem, porque a vacina é feita de vírus morto, ou seja, não há risco nenhum de desenvolver a infecção, só pelo fato de ter tomado a vacina.
Devem, porque a vacina garante uma proteção extra para a infecção pelos vírus da família Influenza.
Na rede de saúde pública a vacinação é gratuita e contempla três vírus (H1N1, H3N2 e Influenza B), por isso é chamada de tríplice. Na rede privada pode-se encontrar a vacina que protege para um tipo adicional de Influenza B.
As únicas contraindicações para receber esta vacina são: já ter tido alergia deste tipo de vacina em anos anteriores, ou ter alergia a ovo (sim, porque a vacina é feita com componentes do ovo!).
Então, consulte o seu médico e vamos vacinar!
Um abraço e até breve,
Dra Regina Fumanti Chamon
Hematologista
CRM 120.010/SP
Regina CHamon e Flavia

CRM 120.010/SP
 Fonte www.cuoremi.com