Depois de transplante de medula nos EUA, Leo Kz está voltando!


Vocês lembram que há um tempo contamos aqui no blog a história do Leonardo Konarzewski? Ele foi diagnosticado em 2013 com Linfoma de Hodgkin – depois de dois anos em tratamento aqui em Porto Alegre, suas chances de cura se esgotaram aqui no Brasil. Foi então que seu oncologista resolveu enviá-lo para fazer o tratamento nos Estados Unidos.No vídeo abaixo ele conta um pouco da sua história.

O problema é que esse tratamento nos Estados Unidos custava bem caro – e, para piorar a situação, o dólar subiu absurdamente esse ano! Para cobrir os custos do tratamento,Leonardo e sua família fizeram uma super campanha – receberam doações, rifaram camisetas do Inter e do Grêmio e até um Fusca!

O Fusca é herança que o Leo ganhou do seu avô.

A campanha deu super certo, e o Leo conseguiu fazer o tratamento lá! Dia 20 de novembroele finalmente fez o famigerado transplante de medula óssea – como eu, ele fez o transplante autólogo (com células da sua própria medula). Agora, Leo está voltando para casa! Legal, né? Ele chega segunda-feira (dia 21 de dezembro) e já tem até evento marcado no Facebook para recebê-lo! Em fevereiro, quando completar o cem dias pós transplante, Leo terá que voltar aos Estados Unidos para revisão – o chamado D+100 é um dia muito importante para quem faz transplante de medula, pois é quando os médicos já conseguem dizer se o tratamento funcionou como o esperado. E nós sabemos que vai dar tudo certo! 🙂

Leo com a equipe e seu irmão Telmo, no dia do transplante (Dia Zero).
Leo com a equipe e seu irmão Telmo, no dia do transplante (Dia Zero).
 Fonte: Além do cabelo