Como um lutador ajuda crianças a enfrentar o câncer através das artes marciais.

Kids_Kicking_Cancer_1
Antes de ter essa brilhante ideia, o rabino Elimelech Goldberg, já trabalhava em um acampamento especial para crianças com câncer. Durante o seu trabalho, ele viu a dor e o desconforto de muitas crianças que sofriam diante dos procedimentos médicos do tratamento contra a doença, principalmente a quimioterapia.
Goldberg é faixa preta em Choi Kwang-Do, uma arte marcial que foca na flexibilidade e fluidez dos movimentos, com inspiração vinda também do Yoga. Certo dia, Elimelech decidiu ensinar a uma das crianças que acompanhava alguns truques de respiração para que ela se acalmasse durante o tratamento. Quando a enfermeira removeu a agulha após a quimioterapia, a criança mal notou.
A partir desse momento, Elimelech notou que poderia fazer algo a mais por essas crianças e fundou o Kids Kicking Cancer (“Crianças Chutando o Câncer”, em português), em 1999.
“Quando as crianças recebem um diagnóstico como câncer ou qualquer doença grave, perdem qualquer senso de que estão controlando suas vidas. Elas são estimuladas e cutucadas e tocadas, e muitas vezes têm medo. Nós ensinamos as crianças a controlar sua dor e fazê-las sentirem-se poderosas”afirma Elimelech no site da ONG.
O Kids Kicking Cancer começou se instalando no Michigan, EUA, e já se expandiu para outras cidades e países, como Nova York, Los Angeles, Flórida e também Itália, Israel e Canadá.