Contando Sua História com:- Mayara Almeida

ando Sua História com:- Mayara Almeida

Sou Mayara, sou de São Paulo. Há 21 anos tenho “rodinhas” hahahah. Foi durante o parto, faltou oxigênio, mas graças a Deus, afetou apenas a parte motora.


Sempre estudei em escolas normais, tenho uma vida normal, com meus 12 anos, comecei a ficar chateada, pois ainda não estava acostumada a ser o centro das atenções em baladas, acho que a cadeira também não ajudava muito, as pessoas enxergavam muito mais a cadeira que eu, mas então comecei a me acostumar com isso e os olhares não me constrangem mais, as cadeiras monoblocos chegaram e ajudaram muito também. 
Hoje com meus 21 anos, estou no terceiro ano de Design Industrial, e eu me aceito bem mais, pois não sou mais aquela menininha que se escondia. Mas sim, uma mulher que não esconde sua vaidade, gosta de se cuidar, está linda para mim mesma. 
Vejo o quanto isso mudou, as pessoas me enxergam como mulher, uma mulher que não mede esforços para lutar por seus objetivos. 
A cadeira hoje para mim é apenas mais um acessório de beleza e não é isso que me barra, sou aventureira demais, gosto de sair com amigos, e aproveitar o máximo. 
Ser cadeirante nesse país é uma baita de uma dificuldade, mas não é isso que me impede de viver, afinal... Se não tivesse dificuldade, não teria graça. 
E se hoje eu sou assim, agradeço muito primeiramente a Deus, e a meus pais.  


Você é uma pessoa ativa! o que você pode dizer para as pessoas com limitações que pararam suas vidas? 
Eu sei que as vezes tem momentos que você para e pensa em desistir de tudo! Mas realmente, não vale a pena parar a vida, ela nos surpreende sempre. 

Qual o seu maior orgulho?
Meu maior orgulho é poder olhar toda noite para o céu, e agradecer a Deus por essa vida.

O que te deixa feliz?
Conseguir algo com meu esforço.

O que te deixa triste? 
Ver algumas pessoas julgando outras sem ao menos conhecerem sua história.


O que você mais gosta de fazer ?
Ir a praia, fotografar, e sair com os amigos.

Como você descreve sua autoestima sendo uma mulher vaidosa e "diferente"?
Nunca deixo de me cuidar, gosto de sempre estar arrumada e linda, pois gosto de me sentir bem, porque o amor começa por você, se ame!

O que você pensa sobre preconceito e você já sofreu com isso ?
Acho ridículo! Ainda existe muito, mas teve uma grande melhora. Principalmente quando eu era menor, acho que me deixava afetar mais, hoje não ligo.  

Qual a maior lição de vida que você já aprendeu ?
Não confie muito nas pessoas, prefira os animais hahaha.

Como você se sente sendo um exemplo de superação ?
Eu não sou um exemplo de superação, apenas sigo minha vida do meu modo, como eu consigo.  

Como você descreve sua fé?
Minha base de tudo! 



Rapidinhas: 

Deus? Tudo pra mim, minha fortaleza!
Família? Tudo.
Amigos? Momentos de felicidades, irmãos de sangue.
Alegria? Ir atrás dos sonhos.
Superação?  Saber sorrir, em meio as dificuldades
Amor? O que me move.
Cadeira de rodas? Apenas um acessório pra quem entende de moda haha.
Saudade? Infância.
Beleza? Caráter.
Esperança? Ir para New York haha.

 “Sabe aqueles dias que tem vontade largar tudo, e abrir mão da vida? Nesse dia, você solta uma gargalhada, coloca a melhor roupa, fique linda(o), e diga: Tá difícil, não impossível. Passa por cima da dificuldade, e bora...”